sábado, 14 de janeiro de 2017

ínsulas

Não nos esqueçamos das barreiras,
dos enclaves,
das penínsulas 
alheias à Terra.
Não nos esqueçamos 
que nos esmagam
com a prosápia
do seu umbigo.
Reconheçamo-los,
tenhamos a coragem
de nada lhes darmos
porque deles nada receberemos.


(imagem do
autor obtida com
telemóvel: largada de balões de ar quente
em Alapraia-Estoril no Inverno
de 2015)

1 comentário: