quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Canto da lua cerrada

Imagem relacionada
Aqui estou,
tão pálida,
no meu canto 
da noite,
a dois passos 
de ser grande.
De uma janela,
chamam-me negra,
misteriosa,
sufragista de loucos
e de mágicos lobos;
a minha luz,
dizem,
inspira poetas,
emancipa artistas,
saltimbancos
e trapezistas cegos.
Não conheço outro período
sideral a não ser este:
27 dias, 
7 horas, 
43 minutos e 
12 segundos,
que me transporta
dia e noite,
noite e dia.

Sou, pois,
uma lua cerrada,
em partículas 
de pó tão antigas
como os teus olhos
que me lêem agora.

(fonte da imagem:
http://40.media.tumblr.com/a5a37e100dc28cc61eee2f13bb092b71/tumblr_nfpsd6lhXY1tgoow1o1_1280.jpg)

Sem comentários: